5 motivos para fazer intercâmbio no Canadá

03/08/2017

Por Karen Natasha

Terra bilíngue, o Canadá, país da América do Norte que está quase no topo do globo terrestre, não leva em conta sua distância de outras nações na hora de se aproximar com facilidade de diversas culturas, ao receber os estrangeiros. Por isso, destacamos 5 motivos para que você faça seu intercâmbio por lá.

Receptivos à diversidade

As pessoas gostam de ser bem recebidas em qualquer situação e, ao decidir ficar em outro país por algum tempo, não é diferente. O Canadá é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros na hora de fazer intercâmbio e, um dos motivos que influenciam nessa decisão, é o fato da população ser cordial com quem vem de fora do país.

Dois idiomas em um só lugar

No Canadá, é possível treinar inglês e francês. Embora a maior parte do país fale inglês, na província de Quebec, o francês predomina. Além de ser um território bilíngue, por lá, o inglês é pronunciado de forma mais clara que em outros destinos, o que facilita a compreensão de quem está aprendendo, ao se comunicar com os habitantes locais.

Preços mais em conta

O investimento em um pacote de intercâmbio pode ser muito alto, ao optar por destinos como Europa e Estados Unidos. Além do preço das taxas ser mais acessível no Canadá, o custo de vida - como transportes, alimentação e estadia - também é mais barato. Para se ter uma ideia, enquanto o dólar americano e o euro ultrapassam a barreira dos R$ 3, cada dólar canadense pode ser por cerca de R$ 2,50*(consultado em 02/08/2017).

Não precisa de visto, em algumas situações

A regra passou a vigorar em maio deste ano: Quem já viajou para o Canadá nos últimos dez anos ou tem visto válido de não imigrante para ir aos Estados Unidos, não precisa de uma nova permissão. Para estas pessoas, basta solicitar a Autorização Eletrônica de Viagem (eTA - Electronic Travel Authorization), que vale por até cinco anos e permite transitar por aeroportos canadenses, viagens curtas a trabalho ou turismo,  ou realizar intercâmbio com até seis meses de duração.

Para solicitar o documento, é preciso entrar no site do governo do Canadá, possuir passaporte, cartão de crédito ou débito e informar um endereço de e-mail. A taxa de emissão do eTA é de 7 dólares canadenses (aproximadamente R$ 17).

Aqueles que estão planejando sua primeira viagem ao país ainda precisam tirar o visto, cujo valor é de cerca de 100 dólares canadenses + 30 dólares canadenses de taxa (totalizando por volta de R$ 322, de acordo com a variação da moeda).

Cidades e paisagens para todos os gostos

Gosta de montanhas? Praias? Ou prefere uma metrópole com altos prédios futuristas? No Canadá, há opções de ambientes para todos os gostos, por isso, antes de fazer as malas para um intercâmbio por lá, é importante se informar sobre qual cidade combina mais com você, de acordo com suas preferências. Até porque, o país tem tantas atrações que é impossível não querer aproveitar a viagem para explorar muito tudo que há por lá também como turista.

 

[caption id="attachment_1375" align="aligncenter" width="300"]Aurora boreal vista no Canadá, fotografada por Chul Know (Divulgação) Aurora boreal vista no Canadá, fotografada por Chul Know (Divulgação)[/caption]

 

A Aurora Boreal, um dos maiores fenômenos naturais que existem, pode ser vista em pelo menos vinte pontos do Canadá (incluindo cidades populares como Vancouver e Québec), embora o melhor local seja a área norte, na região de Yukon, que faz fronteira com o Alaska. Os melhores meses para observar o fenômeno são os mais frios e escuros no hemisfério norte, de setembro a abril.

E as paisagens naturais vão muito além disso: montanhas nevadas, rios cristalinos, florestas, e parques que são até reconhecidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) como patrimônios da humanidade. Dentre eles, o Wood Buffalo National Park, o sítio arqueológico L’Anse aux Meadows  e o Dinosaur Provincial Park. Confira mais informações sobre este último, um deleite para quem gosta de falar sobre os dinossauros, no site da província canadense Alberta.

Na moderna Toronto, é possível encontrar arranha-céus e pessoas do mundo todo, além de museus, pubs e uma gastronomia multicultural. Em Vancouver, localizada na costa oeste do Canadá, amantes da vida ao ar livre encontram opções que vão das florestas às praias e montanhas. Já Otawa, capital do país, e Québec são um pedacinho da Europa em território canadense, não só porque o francês é o idioma mais falado por lá, mas também por suas construções antigas.

Independentemente da cidade escolhida, é certo que, no Canadá, você aproveita para conhecer muitas culturas em um lugar só!


 

Karen Natasha

 

 

 

Karen Natasha é jornalista, apaixonada por livros, moda e meio ambiente. Com experiência em assessoria de imprensa e redação de revistas, aproveita suas horas vagas para aprender mais sobre comunicação, design, fotografia, inglês, francês e espanhol. Sonha em viajar pelo mundo e apreciar paisagens naturais e castelos pelo planeta.




Leia também:

Deseja viver e trabalhar no Canadá? Confira essas dicas!


Intercâmbio em família: modalidade une útil ao agradável