Com 8 aulas intensivas, Laura conquista certificado em tradicional prova de proficiência em inglês

27/09/2017

Por Karen Natasha

Vida de estudante de ensino médio não é fácil, devido à correria dos momentos finais do ensino básico e preparação para a universidade. E, se você estiver prestes a fazer uma prova de proficiência em outro idioma, a pressão só aumenta! Foi esse motivo que levou Laura Ribeiro a optar pela Make it Easy para aperfeiçoar seu inglês e se preparar para o First Certificate in English (FCE), exame de proficiência na língua inglesa criado pela Universidade de Cambridge, da Inglaterra.

A indicação da escola veio da irmã. “Além de eu poder fazer em casa e poder adequar à minha agenda, eu poderia personalizar o curso de acordo com meu objetivo que era de tirar o FCE em julho deste ano”, diz Laura. A estudante já havia feito aulas de inglês por uma década, além de um curso preparatório de um ano e meio, porém, quis reforçar a bagagem de conhecimento no idioma. “Achava que precisava de um pouco mais de estudo por se tratar de uma prova tão cara! Hoje tenho certeza que sem essas 8 aulas intensivas eu não conseguiria me sair tão bem no FCE”, afirma, enfatizando que realizou a prova para melhorar seu currículo e para ajudá-la a conseguir bolsas de estudo para estudar no exterior, na graduação ou pós-graduação.

Com conteúdo que envolve reading (leitura), use of English (uso do inglês), writing (escrita), listening (áudio) e speaking (conversação), o exame foi uma etapa de sucesso para Laura, que nunca havia feito uma avaliação semelhante a esse nível. “O resultado foi muito bom e o que me deixou mais contente foi a satisfação das aplicadoras na hora do meu speaking,tanto que quase fechei essa parte”, lembra.

O resultado das aulas foi além da conquista do certificado, já que Laura aprimorou seus pontos fortes e conseguiu desenvolver os fracos. Hoje, ela se sente mais confiante para conversar com outras pessoas na segunda língua e aplica boa parte do vocabulário que aprendeu no dia a dia, até sem querer. “Percebo que aprimorei meu speaking de uma forma muito rápida, o que agora me dá mais tranquilidade para falar em público ou em viagens. Acho que esses meses foram cruciais para mim até para perceber que eu aprendo melhor tendo aulas individuais”, destaca Laura, enfatizando que a flexibilidade no método de ensino, considerando o perfil e interesse do aluno, é muito interessante. “Indicaria muito às pessoas e assim fiz, indiquei para uma amiga minha que tinha o mesmo objetivo que eu,que era de passar na prova do certificado e assim como eu, ela passou”, conta.

Novos objetivos em mente

A aprovação de Laura foi só o começo do caminho para o sucesso. Agora, a estudante faz aulas na Make it Easy com foco em um intercâmbio para a Austrália, futuramente. Além de abranger detalhes sobre o estudo fora do país, a preparação, hoje mais tranquila, é considerada praticamente uma sessão de terapia para Laura.

A escolha pela Austrália foi influenciada pela preferência por uma país de clima ameno. “Indicaram a Austrália e eu simplesmente já me apaixonei pelo país”, revela Laura.

Karen Natasha

 

 

Karen Natasha é jornalista, apaixonada por livros, moda e meio ambiente. Com experiência em assessoria de imprensa e redação de revistas, aproveita suas horas vagas para aprender mais sobre comunicação, design, fotografia, inglês, francês e espanhol. Sonha em viajar pelo mundo e apreciar paisagens naturais e castelos pelo planeta.

 

 

 

 

Leia também:

Qual exame fazer para obter certificado de proficiência em um Idioma

 

Com 16 aulas, nosso aluno passou no teste de italiano e inglês para o doutorado

 

Phrasal verbs em foco: professor dá dicas para aprender a lição!