Como escolher o curso de idiomas certo para você?

09/11/2017

Estamos vivendo uma época em que a cada dia é mais importante aprender um idioma estrangeiro. No início dos anos 2000 a fluência no inglês era um diferencial no mercado de trabalho e no acesso ao conhecimento. Hoje o inglês é o ponto de partida, obrigatório, e o diferencial acaba sendo a fluência em três ou mais idiomas. Para que se aprenda tantas línguas as pessoas tendem a procurar escolas de idiomas. Vamos falar sobre duas formas de estruturação dos cursos bem diferentes: os cursos padronizados e os cursos personalizados.

Cursos personalizados 
 

A maioria das pessoas conhece as grandes franquias de escolas de idiomas. Estas escolas oferecem cursos padronizados para seus alunos em aulas coletivas. Funciona assim: o aluno busca uma escola para começar suas aulas. Na maioria dos casos ele só poderá começar seu curso coletivo duas vezes ao ano, no início do primeiro semestre, normalmente em fevereiro, e no início do segundo, em agosto. Se quiser começar fora dessas datas a coisa começa a se complicar um pouco.

Esse aluno é categorizado em algum nível ou módulo de acordo com seu conhecimento no idioma. No inglês temos os clássicos: Begginers, Intermediate, Advanced e suas subdivisões de acordo com a escola. São poucas as escolas que levam em conta aspectos psicológicos ou de estilo de aprendizagem. Após a categorização ele é direcionado para uma turma que tem um livro específico, por exemplo o Blue Book do Upper-Intermediate.




Curso de Idiomas certo para você

Na turma desse aluno vão estar diversos outros estudantes, cada um deles com um objetivo diferente, necessidade diferente, rapidez de aprendizado diferente, dedicação diferente, motivações diferentes, enfim, no final das contas nenhum daqueles estudantes vai ter o curso mais eficiente. E sabemos que essa é uma das principais razões da desmotivação e evasão dos alunos dos cursos padronizados.

Por outro lado, existem as escolas, como a Make it Easy, que oferecem cursos personalizados de idiomas. Seu objetivo é trazer para os alunos uma experiência diferente, na qual eles terão um curso especialmente desenvolvido para seus objetivos. O ponto inicial é traçar um perfil detalhado do estudante.


Cursos Personalizados de Idiomas 

Muito além da avaliação de conhecimento no idioma, é essencial conhecer detalhes da demanda daquele aluno. Seu objetivo, suas necessidades e suas motivações, muitas vezes omitidas pelas escolas tradicionais, são essenciais. Também é importante entender qual estilo de aprendizado é mais eficiente: visual, verbal ou auditivo. Se quiser saber o seu, pode fazer aqui o teste.

Caso o aluno tenha aprendizado visual mais desenvolvido, muitas atividades com imagens e gravuras devem ser utilizadas, da mesma maneira que vídeos e músicas com um aluno com aprendizado auditivo mais apurado.

Todos estes pontos mais técnicos podem ser combinados com um perfil psicológico, mais humano. Quais são os estilos de música que mais atraem aquele estudante? Quais são as séries ou seus filmes preferidos? E se ele começar a aproveitar os momentos cotidianos para também aprender, de forma lúdica? O aprendizado é, seguramente, potencializado.

É importante também conhecer os hábitos de leitura dos alunos. Existem as pessoas que leem mais revistas, outros consomem mais conteúdo na internet, alguns se concentram no bom e velho livro.... Trazer a experiência e a vivência do idioma para além do momento da aula é fundamental. O professor deve sempre orientar o aluno sobre quais são os recursos ideais para seu estudo.

É importante também ressaltar que os cursos personalizados podem ser bem diferentes das tradicionais aulas particulares uma vez que nem todas as aulas particulares são personalizadas, podendo um professor particular replicar o modelo padronizado com seus alunos individuais.

Conhecendo melhor as duas principais vertentes do ensino de línguas estrangeiras, é possível notar que há nos cursos personalizados uma versatilidade e um respeito maior ao aluno, pois neste tipo de ensino cada aluno é único. Resta saber agora qual caminho você vai seguir em sua jornada no aprendizado de um novo idioma.

Gabriel Morais
por Gabriel Morais

Gabriel Morais é fundador e coordenador da Make it Easy Idiomas. Estudou Letras no México e Finanças na Bélgica, sendo apaixonado por viagens e pelo contato com pessoas de diferentes culturas. Formado em Administração com experiência em Consultoria e Operações Financeiras, é fluente em inglês, espanhol e francês.


Leia mais